Economia de Energia no Verão

Com a chegada do verão e as altas temperaturas em grande parte do território brasileiro, cresce o uso de energia elétrica, devido ao uso constante de ares-condicionados, ventiladores e outros aparelhos.

O primeiro horário de verão no Brasil surgiu em 1931, e o principal objetivo da medida é, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a redução da demanda de energia nos horários de pico. Assim, a estratégia é aproveitar a intensificação da luz natural ao longo do dia durante o verão para reduzir o gasto de energia. Um motivo para adoção do horário de verão nessa época do ano é que entre os meses de outubro e fevereiro, os dias têm maior duração em algumas regiões, por causa da posição da Terra em relação ao Sol, e por isso a luminosidade natural pode ser melhor aproveitada.

Podemos perceber o efeito da prática do horário de verão em alguns estados brasileiros através dos dados divulgados pelo Ministério de Minas e Energia nos últimos anos, que mostra uma economia de pelo menos R$ 1,4 bilhão desde 2010.

Aliado à adoção do horário de verão, existem algumas outras práticas que podem minimizar o consumo de energia elétrica nessa estação bem quente na maior parte do Brasil. Algumas dicas básicas para alcançar uma maior eficiência em eletrodomésticos são:

– No caso de chuveiros elétricos: colocá-lo na posição “verão” reduz cerca de 30% do consumo de energia;

– Instalar as geladeiras em locais ventilados, desencostada de paredes ou móveis e afastada de fontes de calor. Além disso, verificar a borracha de vedação da mesma que, uma vez ressecada, causa um grande desperdício de energia;

– Substituir lâmpadas incandescentes e fluorescentes para tecnologia LED, o que pode trazer uma economia de até 80% de energia elétrica;

– Priorizar os aparelhos que apresentam o Selo Procel, que indicam os aparelhos mais eficientes e que consomem menos energia. No caso do ar-condicionado também priorizar a compra de aparelhos com a tecnologia inverter, cujos motores são mais eficientes e econômicos.

Além disso, serviços como Construções Sustentáveis quando implementados, seja em residências ou empreendimento, possibilitam uma grande redução de custos de energia benefício. Se interessou pela Construção Sustentável? Conheça mais sobre as soluções relacionadas a essa prática.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *